Curso promove redução de danos e acolhe dependentes químicos em Salvador

1490116849210317DR0101490116854210317DR004corraabracocorraabraco2corraabraco5 (1)

 

O programa ‘Corra Pro Abraço’, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), iniciou, nesta terça-feira (21), o curso ‘Redução de Danos e Referência de Campo’, em evento rea.lizado no auditório do Centro de Estudos de Saúde do Trabalhador (Cesat), em Salvador. As aulas são voltadas para pessoas em situação de rua e dependentes químicos. Eles vão aprender sobre o uso de drogas e os riscos que cercam essa prática, tendo acesso às políticas públicas de saúde, assistência social e cultura.

 

Alan da Silva, 34 anos, é morador de rua e não tinha expectativas para o futuro até conhecer as atividades do programa. “Está mudando a minha vida e me dando oportunidades e ampliando meus horizontes. Algumas de minhas escolhas não foram bem sucedidas e acabaram me afastando de minha família. Mas agora, com essa retomada dos estudos e uma mudança de comportamento, eu pude me aproximar deles novamente. Eu não tinha perspectivas e agora estou querendo fazer um curso de nível superior. Quero me tornar um psicólogo e ajudar pessoas que enfrentam dificuldades como as que enfrentei”.

 

De acordo com a coordenadora do programa, Jamile Carvalho, a ideia do curso é reduzir os danos físicos e sociais  a que os usuários de drogas estão expostos, formando agentes multiplicadores das ideias para redução de danos. “Ao longo de seis meses do curso, eles terão conteúdos sobre drogas e como reduzir os danos causados por essas substâncias, até informações sobre cidadania e de como acessar os serviços públicos. Nosso objetivo é que eles se formem e passem essas informações para outras pessoas na mesma condição”.

 

As aulas vão acontecer até o final de 2017, na sede do Corra Pro Abraço, no Bairro Jardim Baiano, em Salvador, e serão ministradas por militantes sociais e acadêmicos. O psiquiatra Antônio Nery Filho, um dos maiores especialistas no Brasil na recuperação de usuários de drogas, fez a palestra de abertura da aula inaugural. “A redução de danos é fundamental porque muitos usuários de drogas não conseguem interromper o uso. Nós precisamos cuidar dos aspectos físicos, psíquicos e sociais dessas pessoas e reduzir também o dano que o abandono social causa”.

Oportunidade

 

Outra iniciativa do programa são cursos profissionalizantes de eletricista básico, manicure e maquiagem, que serão oferecidos gratuitamente na sede da ONG Comunidade Cidadania e Vida (Comvida), também no Jardim Baiano, no período de 3 de abril até 30 de maio. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 28, e os interessados devem procurar os contêineres do projeto localizados na Avenida Sete Portas, em Brotas, e na Praça Marechal Deodoro, no Comércio.

 

“Com esses cursos, as pessoas terão um lugar para onde ir e fazer atividades. Os ambientes das aulas vão servir como espaços de convivência, sociabilidade e oportunidade de inserção dessas pessoas no mercado de trabalho. É uma chance para que elas possam superar o momento de dificuldade que vivem e alcançarem uma situação de mais organização e de autonomia em suas vidas”, enfatiza Jamile Carvalho.

 

Fotos: Daniele Rodrigues/GOVBA

Foto 5 – Alan Silva, morador de rua e participante do programa
Foto 6 – Jamile Carvalho, coordenadora do programa
Foto 7 – Psiquiatra Antonio Nery Filho

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s