Juiz que anulou provas da Lava Jato pode ficar com caso de Lula em Brasília, diz jornal

O juiz anulou, há dois meses, provas obtidas na Operação Carbonara

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O juiz federal Marcus Vinícius Reis Bastos, titular da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, e que já anulou provas da Operação Lava Jato em caso recente, pode herdar os processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve todas as condenações anuladas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, na segunda-feira (8). A informação é do blog do repórter Fausto Macedo, do jornal O Estado de São Paulo.

Segundo a publicação, Bastos está na lista dos quatro magistrados com chance de conduzir as ações que resultaram na condenação do ex-presidente. A escolha de quem herdará os processos de Lula, no entanto, será feita por sorteio.

O juiz anulou, há dois meses, provas obtidas na Operação Carbonara Chimica, a 63ª fase da Lava Jato, deflagrada para apurar suspeita de propina aos ex-ministros da Fazenda Antônio Palocci (governo Lula) e Guido Mantega (governos Lula e Dilma), em troca da edição de medidas provisórias favoráveis à Odebrecht.

Bastos também foi responsável pela absolvição do ex-presidente Michel Temer, quando ele foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por suposta compra de silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (MDB-RJ).

Além de Bastos, os juízes federais Vallisney Oliveira, titular da 10ª Vara Criminal da Justiça Federal do DF, e Ricardo Leite, substituto da 10ª Vara, além da juíza substituta da 12ª Vara, Pollyanna Kelly Medeiros, também podem ser sorteados para herdar os processos de Lula.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s