Moradores de Palmas de Monte Alto, reclamam da grande quantidade de “cachorros de rua” soltos na cidade

A reportagem do site interamaisnoticias.com, entrou em contato com Marcos Túlio Laranjeira Rocha, Secretário de Saúde de Palmas de Monte Alto
Foto: Reprodução

Por: Tonny Junior/interamaisnoticias.com

Nesta segunda feira 26, vários vídeos estão circulando na Internet pelas redes sociais, com moradores reclamando da quantidade enorme de “cachorros de rua” soltos no município de Palmas de Monte Alto no sudoeste da Bahia.

Em um dos vídeos, um senhor está sendo atacado por vários cachorros próximo ao mercado público do município. Neste fato, há de se observar dois fatores preocupantes; Um é o ataque sofrido pelo senhor que poderia ter resultado em um ferimento mais grave, e o outro, é a quantidade desenfreada de cachorros próximo ao lugar que abastece a população da cidade, que é o Centro de Abastecimento de Alimentos.

Em outro vídeo, é possível observar os animais andando em matilha tranquilamente pela cidade.

Vídeo – Reprodução: Morador sendo atacado por cachorros
Vídeo – Reprodução:Moradora reclamando da qualidade de animais

Em 2019, houve caso de denúncia de envenenamento de cachorro na cidade! Confira neste link

A reportagem do site interamaisnoticias.com, entrou em contato com Marcos Túlio Laranjeira Rocha, Secretário de Saúde de Palmas de Monte Alto, e em resposta, o mesmo disse que está buscando recursos para a construção de um canil na cidade já que a lei atual não permite mais a utilização da “carrocinha” que em outrora era utilizada para amenizar tal situação. O secretário ainda pede que a população cuide dos seus cachorros e não deixem soltos, pois a grande maioria desses ditos “cachorros de rua” na realidade tem donos. Ainda segundo o secretário, a forma violenta que os cachorros vem tendo e foi captada no vídeo, se dá provavelmente por conta do período do cio que é um ciclo natural dos animais, por conseguinte andando em “bando” como visto nos vídeos.

Ainda na mesma linha, o vice prefeito Neto, em conversa com a reportagem, destacou a falta de recursos do município para a criação de um canil no momento. Pois, envolve, além da construção física, precisará também de um estudo e parceria com profissionais da área da medicina veterinária e insumos para eventuais tratamentos dos animais. Neto, reforça o pedido para que os proprietários dos animais, cuidem dos mesmos.

Os cachorros soltos na rua sempre foram motivo de discussão e de inúmeras reclamações. Vale salientar que em 20/09/2020, foi sancionada lei que aumenta punição para maus-tratos de animais. Com o objetivo de frear os maus-tratos contra animais, o Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

A legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo, cães e gatos, que acabam sendo os animais domésticos mais comuns e as principais vítimas desse tipo de crime. A nova lei cria um item específico para esses animais.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem, no Brasil, 29 milhões de domicílios com cães e 11 milhões, com gatos.

Agora, como define o texto, a prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda. Anteriormente, o crime de maus-tratos a animais constava no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s